Principais erros ortográficos cometidos na redação do Enem - Enem Digital

Principais erros ortográficos cometidos na redação do Enem

Saiba com escrever algumas palavras na hora de redigir o seu texto no Exame Nacional do Ensino Médio

 

É natural que na hora de fazer o texto do Enem muitos estudante pequem em algumas palavras, o que pode ocasionar na redução da nota da redação do exame. No entanto, esses pequenos erros não significa que o aluno não domine a norma culta padrão da língua portuguesa, afinal de contas, ninguém é perfeito. Contudo, é importante conhecermos o nosso idioma e suas especificidades para que não sejamos penalizados no decorrer da vida. Em vista disso, a Central do Enem Digital resolveu separar alguns dos principais erros ortográficos cometidos na redação do Enem. Confira e não erre nunca mais. Vamos lá? 

Uso dos Porquês

O mau uso dos porquês é um dos principais erros encontrados em diversas redações de vestibulares. Isso porque, a palavra possui fonética e fonologia idênticas independente de suas variações (por que, porque, por quê e porquê). Porém, apesar das semelhanças, essas variações possuem funções extremamente diferentes na gramática. Veja. 

  • Por que: É utilizado para se fazer perguntas. Exemplo: Por que você não foi me visitar no hospital?  
  • Porque: É utilizado para dar respostas. Exemplo: Porque estava cuidando da minha sobrinha.  
  • Por quê: É utilizado em perguntas feitas no fim de frases. Exemplo: A festa não começou, por quê?  
  • Porquê: É utilizado como um substantivo e serve para indicar motivo ou razão. Exemplo: Não entendi o porquê de o DJ não ter tocado no horário previsto.  

Haver ou a ver?

De acordo com a Norma-padrão, as duas grafias estão corretas. Porém, assim como os porquês, essas duas palavras também exercem funções diferentes no texto. Observe. 

 

  • A ver: É uma forma conjugada da expressão ter a ver, que é usada para referir algo que está relacionado ou diz respeito a alguma coisa. A forma mais prática de como saber empregar essa palavra no texto, é substituindo ela por: está relacionado com; diz respeito a;tem relação com; corresponde a; tem que ver.
  • Haver: Apesar de a expressão ter haver está errada, existe a expressão ter a haver, com a preposição a entre o verbo ter e o verbo haver. Apesar de ser pouco usada, a expressão ter a haver pode ser utilizada para indicar o ato de ter quantias monetárias para serem recebidas. Assim, significa o ato de ter a receber ou a reaver determinado valor.

 

Mau e Mal

Essa é muito clichê, porém, muitos alunos ainda costumam confundir as duas expressões na hora de escrever a redação. Para não errar mais a escrita, basta o aluno substituí Mal por Bem e Mau por Bom

A cima, acima, a baixo ou abaixo? 

Essas quatro variações também costuma enganar e confundir muitos estudantes. Afinal, ambas indicam posição ou lugar. Vamos ver a diferenças delas?

 

  • Acima: É um advérbio de lugar e antônima de “abaixo”. A palavra é empregada com o sentido de que algo está em um local elevado, ou seja, localizado numa posição superior. Exemplo: Meu apartamento está acima do seu. 
  • A cima: Escrito separado, a palavra se torna sinônimo de “para cima” e antônimo de “de baixo” ou “para baixo” e não leva crase. Exemplo: Antes de comprar a casa Ricardo verificou tudo de baixo a cima.
  • Abaixo: Escrito junto, abaixo possui significado de: em posição inferior, em lugar menos elevado, em situação de menor importância,… sendo sinônimo de embaixo. Exemplo: Para hoje se esperam temperaturas abaixo de zero.
  • A baixo:  É usada para estabelecer uma relação com as expressões de cima ou de alto: de cima a baixo, de alto a baixo. Exemplo: Ela me analisou de cima a baixo. 

 

Trás e Traz

Por fim, mas não menos importante, as palavras trás e traz, ambas costumam ser empregadas de forma errada em diversas redações. Quando escrito com “s” e com acento, a palavra refere-se à parte posterior, ou seja, possui o significado de após e atrás. Vale ressaltar que a grafia sempre será acompanhada por uma preposição. Exemplo: Agora é lei usar cinto no banco de trás. Já a palavra traz, escrita com “z”, pode ter vários significados, como transportar, levar, encaminhar e até como sinônimo de atrair e  manter.  Exemplo: Dinheiro não traz felicidade. 

E aí, esclareceu mais as ideias? Espero que sim. Para melhorar a sua escrita e até mesmo a sua forma de se comunicar, a dica é ler e escrever bastante. Assim você se familiariza com novas expressões e o modo como elas são escritas. Bons estudos e até a próxima.