Prouni - Enem Digital

Prouni

O que é o ProUni?

O Programa Universidade para Todos (Prouni) é uma iniciativa do Governo Federal, que tem por objetivo  proporcionar mais oportunidades de acesso ao ensino superior através do fornecimento de bolsas de estudo integrais e parciais em diversas faculdades privadas do Brasil.

No geral, as bolsas integrais são destinadas aos candidatos com renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa. Já as bolsas parciais, são voltadas para os alunos com renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por integrante da família.

Para participar do programa e assim concorrer ao benefício, será necessário que o estudante tenha realizado a última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Assim como o Sisu, o Prouni utiliza como critério de seleção o resultado obtido pelos participantes no Enem. Nesse sentido, quanto maior a nota do estudante, maiores as chances de se conseguir uma bolsa de estudo por este programa.

Como o Prouni funciona?

O Prouni abre as inscrições duas vezes ao ano, no primeiro e segundo semestre letivo. Os candidatos participantes do programa são selecionados com base no curso desejado, nota obtida no Enem e na renda familiar per capita do estudante.

Aqueles que têm interesse em participar do Prouni, deverão ter alcançado pelo menos até 450 pontos no Enem, não ter zerado a redação e possuir uma renda familiar bruta mensal de até 1,5 (salário mínimo e meio por pessoa). Uma vez inscrito no programa, os candidatos terão a oportunidade de conseguirem bolsas de 50% ou 100% durante todo o curso em instituições de ensino superior privadas. Para conferir na íntegra as normas e diretrizes do Prouni, clique aqui.

Como faço para me inscrever no Prouni?

Não tem mistério.  Para se inscrever no programa, o candidato deverá acessar a página oficial do ProUni e fornecer o número do seu CPF e data de nascimento para iniciar o processo de inscrição. Feito esta primeira etapa, o estudante irá ser designado para outra janela para começar o preenchimento dos campos indicados e cadastramento de senha e e-mail válido. Concluída essas duas fases da inscrição, o aluno agora terá de selecionar duas opções de cursos que deseja concorrer a uma vaga.

Muitos estudantes costumam ficar indecisos quanto a qual curso escolher no ato da inscrição. O que podemos te dizer é relaxa! Se ainda está indeciso de qual graduação escolher, saiba que durante todo o período de inscrição o candidato pode mudar quantas vezes achar necessário as opções de cursos. Mas fique atento! Ao final do prazo de inscrição, a última alteração feita será considerada a decisão final do candidato.

Depois disso, basta acompanhar as variações das notas de corte e aguardar ser selecionado. As notas de corte normalmente são atualizadas uma vez por dia no período matutino.

Como eu sei se posso ou não participar do Prouni?

Para saber se você pode ou não participar do Prouni é muito simples. A única coisa deverá fazer é verificar se você se enquadra nos critérios estabelecidos pelo programa. Veja abaixo quais são eles.

  • O candidato deverá ter completado o ensino médio na rede pública ou na rede particular como bolsista integral;
  • Para obter a bolsa integral oferecida pelo Prouni, os estudantes deverão ter uma renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 (salário mínimo e meio). Já para a bolsa parcial, o aluno deverá ter renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até três salários mínimos;
  • Ter participado da última edição do Enem, não ter zerado a redação e atingindo uma pontuação mínima de 450 pontos no Exame;
  • Os candidatos que possuírem alguma deficiência, será preciso que comprovem somente a fonte de renda.

Antes que me esqueça, professores da rede pública também podem participar do ProUni. Para isso, este devem fazer parte do quadro permanente da instituição em que leciona e ter tirado até 450 pontos no Enem e não ter zerado a redação. O que não deve ser difícil né ? Ah! Não é necessário a comprovação de renda familiar por parte dos professores. Esta regra é válida apenas para docentes.

Como funciona a nota de corte do Prouni?

O Prouni possui um sistema informatizado que compara todas as notas obtidas pelos estudantes que estão concorrendo a uma vaga no mesmo curso, faculdade, modalidade e turno para determinar a menor nota que o aluno terá de alcançar para conquistar aquela bolsas. Isso quer dizer, que se determinado curso tem 10 vagas e 10 candidatos, a nota de corte será do décimo concorrente daquela bolsa de estudo.

O que é a Lista de Espera do Prouni e como ela funciona?

A Lista de Espera é uma segunda chance que o programa dar ao aluno para que este tenha a oportunidade de conseguir uma bolsa de estudo. Ou seja, se o candidato não foi aprovado na chamada regular, este poderá participar da lista de espera e tentar conquistar alguma vaga através desta lista.

Diferente do Fies, o Prouni não realiza a inscrição automática do aluno na lista de espera. Sendo assim, aqueles que desejarem participar desta oportunidade, deverão acessar a página oficial do ProUni no prazo estipulado no cronograma e realizar a inscrição. É aceito também a participação de alunos que foram aprovados na segunda opção de curso, mas que infelizmente não puderam fazer a matrícula por falta de turma.

Vale lembrar, que em certo casos, as vagas destinadas aos cotistas nem sempre são totalmente preenchidas, neste caso, o programa cria uma lista de espera somente para os candidatos que optaram por concorrer na modalidade de cotas.

O Prouni tem algum aplicativo voltado para o programa?

Possui sim, e vamos conhecer como ele funciona agora. Vamos lá?!

Bom, o aplicativo do ProUni foi criado com a finalidade de ajudar os estudantes a entender melhor o funcionamento do programa e manter os candidatos a par de todas as etapas do processo de inscrição e seleção do Prouni.

No geral, o aplicativo dispõe de um visual prático, bonito e bem estruturado, a fim de facilitar a compreensão e entendimento das informações que são disponibilizadas no software. Por meio do app, é possível criar alertas referente às datas do cronograma, conferir a lista de todos os cursos e instituições participantes do Prouni e sanar todas as dúvidas através do sistema de perguntas e respostas sobre o funcionamento e regras do programa.

Por ser um aplicativo de smartphone, o candidato terá acesso a dados importantes sobre a graduação que tiver interesse, como: quantidade de bolsas, instituições que oferecem o curso e muito mais em qualquer lugar ou hora do dia, tudo isso na palma da mão.

De forma análoga a página do próprio Prouni, o aplicativo é um compilado de todas as informações necessárias  sobre tudo o que o estudante precisa saber para ter uma experiência rica em detalhes e dados sobre o programa.  O aplicativo está disponível para os sistemas AndroidiOS.

Como faço para ver o meu resultado do Prouni?

Existem três formas de verificar o resultado do Prouni.

  • O estudante poderá ligar no 0800 061 6161
  • Acessar o site do programa e clicar no link ver resultado”
  • Ligar na instituição na qual se inscreveu para saber se foi contemplado

Na segunda opção, ao clicar em “ver resultado”, o site irá mostrar uma lista com todos os candidatos aprovados. Para facilitar a pesquisa do estudante, este poderá filtrar a busca por curso, turno, tipo de bolsa e município.

 

Cronograma do Prouni 2020

O cronograma é uma das partes mais importantes do programa, afinal, é por meio dele que o candidato irá se manter informado sobre  cada etapa do Prouni. Nesse sentido, a fim de evitar imprevistos, é crucial que os estudantes que irão participar do Prouni fiquem atentos às datas estipuladas para todas as fases do programa.

Os prazos destinados a cada etapa do programa podem ser encontrados no edital

ou na página oficial do ProUni.

 

Quais as instituições participantes do Prouni?

São várias as faculdades que participam do Programa Universidade para Todos. Por ser uma lista que atualiza a cada edição do programa, não é possível listar com exatidão todas elas. Portanto, para ter acesso a esta lista, o candidato deverá acessar o site do Prouni e clicar em faculdades participantes ou conferir por meio do aplicativo do programa disponibilizado para os sistemas AndroidiOS.

 

Quais são os tipos de bolsas oferecidas pelo Prouni?

O ProUni oferece trê tipos de bolsas de estudo, confira!

  • Bolsa integral 100%: Destinada aos estudantes que possuam renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio;
  • Bolsa parcial de 50%: Voltada para os candidatos que tenham renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até três salários mínimos;
  • Bolsa Permanência: Um benefício exclusivo para o custeio das despesas educacionais dos candidatos que foram contemplados com a bolsa integral. Os estudantes que estiverem matriculados em cursos presenciais com no mínimo seis semestres e com carga horária de seis horas diária, poderão usufruir deste benefício. Saiba mais aqui.

 

Obs: Professores da rede pública que sejam participantes do programa, também podem usufruir do benefício das bolsas de 50% e 100%. No entanto, esse benefício só é válido para os cursos de pedagogia e licenciaturas.

 

O que é a primeira e segunda opção de curso do Prouni?

O Prouni tem duas opções de cursos, na primeira, se o estudante for selecionado, este não poderá participar da Lista de Espera e tentar garantir a bolsa na sua segunda opção de curso. Entretanto, se o aluno for escolhido segunda e opção e não na primeira, ele terá a oportunidade de concorrer na Lista de Espera para conseguir uma bolsa de estudo na sua primeira opção de curso.

Isto ocorre porque o Sisu subentende que aquele primeiro curso escolhido é a graduação que o aluno realmente desejava fazer.

 

Fui selecionado no Prouni, quais os documentos necessários para a matrícula?

Passada as etapas de seleção, seja ela na chamada regular ou na Lista de espera, os candidatos aprovados deverão comparecer na faculdade em que foi selecionado com toda a documentação requisitada para dar início na matrícula. Para evitar que o aluno chegue de mão abanando na instituição por não saber quais os documentos necessários, separamos aqui tudo o que o aluno precisará para efetivar a sua matrícula, confira!

Documentos de identificação do candidato e dos membros do grupo familiar

O coordenador do Prouni deve pedir, salvo em caso de dúvida, somente um dos seguintes comprovantes de identificação:

  • Carteira de Identidade fornecida por órgãos de segurança pública das unidades da Federação.
  • Carteira Nacional de Habilitação, novo modelo, no prazo de validade.
  • Carteira funcional emitida por repartição pública ou por órgãos de classe de profissionais liberais, com fé pública reconhecida por decreto.
  • Identidade militar, expedida pelas Forças Armadas ou forças auxiliares para membros ou dependentes.
  • Registro Nacional de Estrangeiros (RNE), quando for o caso.
  • Passaporte emitido no Brasil.
  • Carteira do Trabalho e Previdência Social (CTPS).

Comprovantes de residência

O coordenador do Prouni deve pedir, salvo em caso de dúvida, somente um dos seguintes comprovantes de residência em nome do bolsista ou de membro do grupo familiar:

  • Contas de água, gás, energia elétrica ou telefone (fixo ou móvel).
  • Contrato de aluguel em vigor, com firma do proprietário do imóvel reconhecida em cartório, acompanhado de um dos comprovantes de conta de água, gás, energia elétrica ou telefone em nome do proprietário do imóvel.
  • Declaração do proprietário do imóvel que confirme a residência, com firma reconhecida em cartório, acompanhada de um dos comprovantes de conta de água, gás, energia elétrica ou telefone em nome do proprietário do imóvel.
  • Declaração anual do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF).
  • Demonstrativo ou comunicado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ou da Receita Federal do Brasil (RFB).
  • Contracheque emitido por órgão público.
  • Boleto bancário de mensalidade escolar, de mensalidade de plano de saúde, de condomínio ou de financiamento habitacional.
  • Fatura de cartão de crédito.
  • Extrato ou demonstrativo bancário de outras contas, correntes ou de poupança.
  • Extrato ou demonstrativo bancário de empréstimo ou aplicação financeira.
  • Extrato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).
  • Guia ou carnê do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) ou do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

Comprovantes de rendimentos

  • Comprovante de rendimentos do estudante e dos integrantes do grupo familiar, referentes a pessoas físicas e a eventuais pessoas jurídicas vinculadas.
  • Para comprovação da renda, devem ser apresentados documentos conforme o tipo de atividade.
  • Para cada atividade, há uma ou mais possibilidades de comprovação de renda.
  • Deve-se usar pelo menos um dos comprovantes relacionados.
  • A decisão quanto aos documentos a serem apresentados cabe ao coordenador do Prouni. Ele pode pedir qualquer tipo de documento, em qualquer caso, qualquer que seja o tipo de atividade, como contas de gás, condomínio, comprovantes de pagamento de aluguel ou prestação de imóvel próprio, carnês do IPTU, faturas de cartão de crédito e quaisquer declarações tributárias referentes a pessoas jurídicas vinculadas a qualquer membro do grupo familiar.

Assalariados

  • Três últimos contracheques, no caso de renda fixa.
  • Seis últimos contracheques, quando houver pagamento de comissão ou hora extra.
  • Declaração de IRPF, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição, quando houver.
  • CTPS registrada e atualizada.
  • CTPS registrada e atualizada ou carnê do INSS, com recolhimento em dia, no caso de empregada doméstica.
  • Extrato da conta vinculada do trabalhador no FGTS referente aos seis últimos meses.
  • Extratos bancários dos últimos três meses, pelo menos.

Atividade rural

  • Declaração de IRPF, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição, quando houver.
  • Declaração de Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ).
  • Quaisquer declarações tributárias referentes a pessoas jurídicas vinculadas ao estudante ou a membros do grupo familiar, quando for o caso.
  • Extratos bancários dos últimos três meses, pelo menos, da pessoa física e das pessoas jurídicas vinculadas.
  • Notas fiscais de vendas dos últimos seis meses.

Aposentados e Pensionistas

  • Extrato mais recente do pagamento de benefício, obtido por meio de consulta no endereço eletrônico http://www.mpas.gov.br
  • Extratos bancários dos últimos três meses, quando for o caso.
  • Declaração de IRPF, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição, quando houver.

Autônomos

  • Declaração de IRPF, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição, quando houver.
  • Quaisquer declarações tributárias referentes a pessoas jurídicas vinculadas ao estudante ou a membros do grupo familiar, quando for o caso.
  • Guias de recolhimento ao INSS, com comprovante de pagamento do último mês, compatíveis com a renda declarada.
  • Extratos bancários dos últimos três meses, pelo menos.

Profissionais liberais

  • Declaração de IRPF, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição, quando houver.
  • Quaisquer declarações tributárias referentes a pessoas jurídicas vinculadas ao estudante ou a membros do grupo familiar, quando for o caso.
  • Guias de recolhimento ao INSS, com comprovante de pagamento do último mês, compatíveis com a renda declarada.
  • Extratos bancários dos últimos três meses, pelo menos.

Sócios e dirigentes de empresas

  • Três últimos contracheques de remuneração mensal.
  • Declaração de IRPF, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição, quando houver.
  • Declaração de Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ).
  • Quaisquer declarações tributárias referentes a pessoas jurídicas vinculadas ao estudante ou a membros do grupo familiar, quando for o caso.
  • Extratos bancários dos últimos três meses, pelo menos, da pessoa física e das pessoas jurídicas vinculadas.

Rendimentos de aluguel ou arrendamento de bens móveis e imóveis

  • Declaração de IRPF, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição, quando houver.
  • Extratos bancários dos últimos três meses, pelo menos.
  • Contrato de locação ou arrendamento, devidamente registrado em cartório, acompanhado dos três últimos comprovantes de recebimento.

Comprovante de separação, divórcio ou óbito dos pais

  • Comprovante de separação ou divórcio dos pais ou certidão de óbito, no caso de um deles não constar do grupo familiar do candidato por essas razões.
  • Caso a ausência, no grupo familiar, de um dos pais ocorra em função de motivo diverso dos constantes acima, o candidato deve apresentar declaração, sob as penas da lei, de duas pessoas que atestem a situação fática específica, a critério do coordenador do Prouni.

Comprovante de pagamento de pensão alimentícia

  • Cópia de decisão judicial, acordo homologado judicialmente ou escritura pública determinando o pagamento de pensão alimentícia, caso esta tenha sido abatida da renda bruta de membro do grupo familiar.

Comprovantes de ensino médio

  • Comprovantes dos períodos letivos referentes ao ensino médio cursados em escola pública, quando for o caso.
  • Comprovante de percepção de bolsa de estudos integral durante os períodos letivos referentes ao ensino médio cursados em instituição particular, emitido pela respectiva instituição, quando for o caso.
  • Vias originais, a serem apresentadas pelo candidato que tenha cursado o ensino médio no exterior, dos documentos referidos nos itens acima e a respectiva tradução para o português, por tradutor juramentado, nos termos do art. 224 da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002 (Código Civil).
  • Certificado, para a comprovação de conclusão do ensino médio, que o candidato pode apresentar com base no resultado no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) ou nos exames de certificação de competência ou de avaliação de jovens e adultos realizados pelos sistemas estaduais de ensino. Nesse caso, o estudante não pode ter cursado, em algum momento, o ensino médio em escola particular, exceto na condição de bolsista integral da própria escola.

Comprovante de professor da educação básica, quando for o caso

  • Comprovante de efetivo exercício do magistério na educação básica pública como integrante de quadro de pessoal permanente da instituição.

Comprovante de deficiência, quando for o caso

  • Laudo médico que ateste a espécie e o grau da deficiência, nos termos do art. 4º do Decreto nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença (CID). 

O Prouni possui algum sistema de cota

No decorrer do processo de seleção do Prouni, o programa reserva certa quantidade de suas bolsas de estudo para estudantes com deficiência, autodeclaradas negras, pardas ou indígenas. A quantidade de bolsas destinadas aos candidatos que estão concorrendo na modalidade de cotista é de acordo com último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) de cada estado.

Infelizmente não consegui ser aprovado no Prouni, o que eu faço?

Caso o estudante não tenha tido êxito no Prouni, não precisa se desesperar. O Governo Federal oferece mais outros dois programas destinados ao fornecimento e financiamento de bolsas de estudo, são eles: Sistema de Seleção Unificada e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Para participar basta ter feito o Enem e não ter zerado a redação. Só quem pode determinar o seu sucesso ou fracasso é você!

O que é o SisProuni

O SisProuni é o Sistema Informatizado do Prouni, é utilizado para cadastrar os estudantes que foram aprovados no programa e efetivaram a matrícula na instituição, além de fornecer informações sobre os bolsistas e instituições que participam do Prouni. Esses dados irão servir  para que o Ministério da Educação (MEC) monitore e acesse as principais informações sobre os candidatos bolsistas, como por exemplos: verificar se o aluno está indo para a faculdade com frequência, as notas obtidas e etc.